João da Silveira

A SEMANA

Novembro 2021
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
15 16 17 18 19 20 21

 

China Mira Brasil

Júlia Possa informa que a China mira o Brasil. Que bom que a China mire o Brasil. A China não vai fazer mal ao Brasil. Pelo contrário, a China pode fazer e já faz grande bem ao Brasil e o Brasil à China. Compare, por exemplo, Brasil com Austrália nas relações com China. Austrália é vassala dos Estados Unidos e faz o jogo da guerra comercial e tecnológica dos Estados Unidos contra a China. O Brasil pode tomar o lugar da Austrália e até mesmo dos Estados Unidos em muitos produtos do comércio bilateral sendo parceiro amigo e confiável da China. O Brasil não precisa temer a China. A China não tem histórico de invasões e interferências externas. O Brasil não é propriamente uma nação de renda baixa, ainda que sua pobreza seja grande. O Brasil é a oitava ou décima maior economia do mundo. A verdade, todavia, é que as insuficientes cabeças da esquerda e da direita brasileiras não sabem como fazer com Rússia e China. Esquerda e direita brasileiras estão sob domínio da grande mídia ocidental e essa grande mídia infunde medo nelas, porque essa grande mídia também borra de medo da Rússia e da China. Direita e esquerda brasileiras ficam, então, a comer mingau quente pelas beiradas, ao invés de se engajar com essas duas grandes potências em parcerias e alianças firmes. Engajamento que faria do Brasil outra grande potência em curto espaço de tempo. China e Rússia têm interesse no surgimento de uma grande potência na América do sul.  Essa grande potência terá que surgir a despeito dos Estados Unidos, de quem não poderá ser vassala para ser verdadeiramente grande. O surgimento do Brasil como grande potência ajudará no equilíbrio geopolítico mundial, sendo de grande vantagem para China, Rússia e Brasil, evidentemente. Pensem no Brasil grande potência como sexto membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas: seria um Conselho melhor equilibrado.

Bolsonaro e Putin

A primeira frase de Thiago de Aragão que pede comentário de esclarecimento é aquela que diz que Bolsonaro e Putin se encontram isolados em relação à comunidade internacional. O que é mesmo a ‘comunidade internacional’ para Thiago? Ele não elabora sobre essa generalidade, mas podemos deduzir que ele fala da ‘comunidade’ do dito mundo ocidental ou do Ocidente, fala apenas da comunidade ocidental. Ele não fala da comunidade global. Sendo isso, ele tem razão tanto na frente bolsonariana quanto na putina. Por quê? Porque o Ocidente está atualmente sob o comando dos democratas USAmericanos. Os democratas tiraram Donald Trump da presidência dos Estados Unidos e, por extensão, ‘isolam’ agora o Trump dos Trópicos, no Brasil, a quem eles também querem retirar do poder. O Ocidente quer mudar também o regime na Rússia, acabar com Vladimir Putin, porque ele é o tipo que verga mas não quebra e não deixa que a Rússia também se quebre. Assim, Thiago tem razão de falar, retoricamente, do ‘isolamento’ de Bolsonaro e de Putin em relação à comunidade internacional ocidental.

Duas outras frases de Thiago também pedem esclarecimento: “Bolsonaro é visto como irrelevante. Putin é visto como perigoso”. Quer dizer, ‘irrelevante’ e ‘perigoso’ para a comunidade ocidental, como vimos acima. De fato, Bolsonaro não presta para o Ocidente democrático, o que não vale dizer que o país dele seja irrelevante. Ele prestava para o Ocidente republicano, enquanto Donald Trump esteve na Casa Branca. Com Putin é diferente. Putin é a encarnação do perigo maior latente, porque Putin pode calcinar o Ocidente com ogivas atômicas levadas por mísseis hipersônicos e subaquáticos. Não é que Putin vá fazer isso de motu proprio. É que o Ocidente sabe o que isso significa, tendo ele já calcinado duas cidades com armas atômicas para submeter o Japão. Ele sabe que não pode submeter a Rússia da mesma maneira porque também será calcinado: a guerra nuclear tem que ser fria.

Afirmação e Negação

A partir desse ponto, Thiago vai fazer uma série de ponderações que acabam por negar o argumento de que Bolsonaro e Putin se encontram isolados em relação à comunidade internacional (diga-se, ocidental e global). Thiago argumenta que o encontro do irrelevante Bolsonaro com o perigoso Putin satisfaz muito mais seus públicos domésticos do que a comunidade internacional. — Ora, esse é um argumento retórico insustentável, conforme veremos a seguir…. Thiago afirma que existe uma disparidade muito grande entre o papel do Brasil e da Rússia na geopolítica global, tendo a Rússia uma relevância global muito maior que o Brasil. A Rússia tem aliança estratégica com a China, enquanto o Brasil tem com a China uma relação de dependência, haja vista a participação da Huawei no programa da internet 5G no Brasil. Essa dependência não coloca o Brasil como personagem nas tensões entre Estados Unidos e China. — Ora! Esse exemplo da Huawei nos parece infeliz pelo seguinte: se ele mostra uma dependência do Brasil para com a China, ele mostra uma independência do Brasil para com os Estados Unidos, pois os Estados Unidos querem que a Huawei fique fora do Brasil e de todo país, exceto da própria China. Portanto, a dependência no caso resta compensada pela independência e a independência do Brasil em relação aos Estados Unidos tem importância estratégica global inestimável…. Voltemos ao Thiago: a Rússia tem relevância nos conflitos por causa de sua capacidade militar e outras capacidades. A Rússia tem controle muito grande na elaboração da política externa da União Europeia — ora, é o mesmo ‘controle’ ou papel que Rússia tem na formulação da política externa dos Estados Unidos, pois Estados Unidos, NATO-OTAN e União Europeia formam o que chamamos de Ocidente…. Thiago avalia como muito fraca a reação da União Europeia quando da anexação da Crimeia — ora, quando da anexação, a reação da UE não foi vista como sendo fraca mas como sendo suficiente para causar miséria na Rússia e derrubar Putin. Como isso não aconteceu, fica fácil dizer agora que a reação foi fraca…. Thiago prossegue listando as capacidades da Rússia: a Rússia é a principal fornecedora de gás natural aos países da União Europeia — e petróleo e diesel aos Estados Unidos, diga-se…. Em contraste, Thiago observa que Brasil não é muito relevante para a União Europeia. Nosso principal objetivo é a consolidação do acordo Mercosul-União Europeia — que talvez jamais seja consolidado, não pela vontade do Brasil, mas pelas dificuldades e desinteresses da própria UE… Thiago: a Rússia faz parte do cotidiano da política externa dos Estados Unidos, até mesmo por causa dos frequentes ataques cibernéticos — ora, doa ataques cibernéticos e do petróleo, do gás natural, do diesel e das armas nucleares e doutras armas russas de defesa na China, na Índia, na Turquia, na Venezuela etc…. O Brasil não faz muita diferença, diz Thiago, para a política externa dos Estados Unidos. A Polônia é mais relevante que o Brasil por causa de sua proximidade geográfica da Rússia — i.e., mais importante que o Brasil enquanto permite aos Estados Unidos colocar seus mísseis, caças e tanques na fronteira com a Rússia. Hoje é assim. Sabe-se, todavia, que o Brasil tem importância maior que a Polônia na medida em que for mostrando sua independência junto aos Estados Unidos, pondo com sua independência limites na ordem USAmericana sobre o Hemisfério Ocidental…. Ainda Thiago: a aproximação do Brasil com a Rússia pode beneficiar mais a Rússia do que o Brasil. Ela vai colocar o Brasil na boca de outros países, que vão olhar o Brasil com outros olhos. A Rússia não vai se relacionar ou dar nada de graça ao Brasil. Incluiria entre outras coisas o aumento de empresas russas a atuarem no Brasil, vendas militares que poderiam acontecer dentro de um pacote hipotético, mas para que a Rússia trate o Brasil como um país relevante e um aliado, isso não vai acontecer sem uma contrapartida e a contrapartida que o Brasil pode dar é sempre menor do que a contrapartida que a Rússia pode dar. — Que beleza! A última afirmação se contrapõe à primeira afirmação deste trecho na fala de Thiago. Todas as afirmações desse trecho são relevantes e interessantes quando vistas nas suas implicações. Aqui no BrasilNoMundo temos argumentado que o Brasil precisa reforçar sua presença no grupo BRICS, para melhorar sua situação no mundo. Isso significa forjar alianças com Rússia, Índia, China e África do sul, sem exclusão de outros países, sem exclusão nem mesmo dos Estados Unidos ou de empresas USAmericanas. As empresas USAmericanas têm sido bem-vindas no Brasil, assim como empresas de outros países devem ser bem vidas. Vislumbramos, até, que num futuro mais remoto, o BRICS de hoje se transforme em BRICUSA – Brasil, Rússia, Índia, China, Estados Unidos, África e Autralásia. Nesse futuro mais remoto o Brasil será potência nuclear e membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, o que não será pouco…. Por fim, Thiago afirma corretamente que a Rússia tem um papel muito grande não só na UE, na China, e nos Estados Unidos, mas no mundo todo através da OPEC+. OPEC e OPEC+ controlam o preço do barril de petróleo no mundo, a Rússia tendo algo a ver, portanto, com o preço da gasolina que pagamos no posto ali do lado de nossas casas.

Conclusão

Enfim, você pode não gostar de Putin, mas vai ter que conversar com ele e não vai poder isola-lo. Se você não gosta de Bolsonaro, você não tem que conversar com ele e pode isola-lo sem perder equanimidade. Isso vale para você e vale mais ainda para países como China, Estados Unidos e a União Europeia. Aqui no BnoM, esse é nosso humilde entendimento.

*

SELETA DE TEXTOS E VÍDEOS DA SEMANA

BRASIL :

Terça-feira:   IMAGEM PIORADA  :   Carlos Lins, “PoderData: para 59%, imagem do Brasil no exterior piorou nos últimos meses“.    “Só 20% avaliam que houve melhora. A maioria (57%) acha que Bolsonaro tem imagem ruim fora do país”….

Quarta-feira:   AGRONEGÓCIO  :    Rafaella Barros, “Com 85% dos fertilizantes importados, Brasil lança plano de produção local“.      “Custos impactam no desempenho do agronegócio, aumentam inflação e possibilitam queda na balança comercial”….        PARAÍSOS FISCAIS  :    Marina Barbosa, “Brasil perde mais de R$ 44 bilhões por ano para paraísos fiscais, diz estudo“.     “Recurso seria suficiente para pagar o Auxílio Brasil ou vacinar 2 vezes a população contra a covid”….

BRASIL E RÚSSIA :

Quinta-feira:   BOLSONARO E PUTIN  :    Thiago de Aragão, “Bolsonaro e Putin. O Que Podemos Esperar do Encontro“.    ” No episódio de hoje do Geopolítica: A Próxima Jogada, vamos falar da possível aproximação entre o presidente Bolsonaro e o presidente russo Vladimir Putin. Foi noticiado na imprensa que um encontro entre os líderes estaria sendo articulado para ocorrer no final do ano em Moscou e se especulou por quais razões ele ocorreria. Neste vídeo, analisamos esses prováveis motivos e examinamos quais seriam os impactos dessa aliança para o Brasil e para a Rússia. Assista ao vídeo completo aqui no Youtube”….

BRASIL E CHINA :

Segunda-feira:   NOVA ROTA DA SEDA  :   Júlia Possa, “Iniciativa chinesa, ‘maior programa de infraestrutura do mundo’ mira Brasil“.      “Desde Dilma, Brasil manifestou desinteresse na iniciativa; analistas criticam superendividamento de nações de renda baixa”….

ECONOMIA :

Segunda-feira:   CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA  :   (P360), “Brasil precisa de indústria forte na retomada econômica, diz CNI“.     “CNI faz missão empresarial em Dubai, em busca de novas oportunidades de negócio”….        GUEDES NA PERIFERIA  :     (P360), “Guedes diz que árabes são ‘sócios ideais’ para recursos naturais do Brasil“.     “Ministro está em Dubai, com o presidente Bolsonaro, em busca de ‘petrodólares’ para o país”….        GUEDES MENTE METAS  :    (P360), “Brasil cresce acima da média mundial em 2021, afirma Guedes“.    “Afirmação do ministro da Economia contraria projeções de entidades nacionais e internacionais”….

Quarta-feira:   DESAFIOS  :   Fernanda Bassi, “Campos Neto diz que há desafios do BC diante de alta da inflação“.     “Segundo o presidente do BC, a pandemia causou um deslocamento rápido, grande e inesperado na demanda de bens”….        INFLAÇÃO  :    Hamilton Ferrari, “Mercado projeta inflação de 9,77% em 2021 e 4,79% em 2022“.     “As estimativas para o índice de preços deste ano aumentaram pela 32ª semana consecutiva”….

ELEIÇÃO 2022 :

Segunda-feira:   LULA NO PARLAMENTO EUROPEU  :    Patricia Nadir, “Lula é aplaudido de pé depois de discurso no Parlamento Europeu“.     “Ex-presidente disse que objetivo é construir uma ‘economia justa’ e que não destrua o meio ambiente”….        MORO NO ANTIPETISMO  :    (P360), “Moro endossa antipetismo: ‘Não vão enganar o povo brasileiro’“.     “Afirmou que o PT ‘quase quebrou’ a Petrobras; Gleisi Hoffmann, presidente do PT, disse que ele tem relação com o aumento da gasolina”….

Quarta-feira:   GUEDES MENTE MAIS  :   (P360), “Lula diz que Guedes mente mais que Bolsonaro: ‘Destruidor de nações'”.     “Em tour pela Europa, petista afirmou que não há investimentos no Brasil por causa de mentiras”….        LULA COM MACRON  :    (P360), “Lula vai discutir acordo entre América Latina e UE em encontro com Macron“.     “Petista se reunirá com presidente francês na 4ª feira; na 5ª, evento será com primeiro-ministro espanhol”….        BOLSONARO E DIPLOMACIA  :    José Paulo Silva Pinto, P360. “Bolsonaro desafia irrelevância eleitoral da diplomacia“.     “Tema costuma ser deixado de lado por eleitores, mas isso pode mudar: para 59% a imagem do país piorou”….        DOS PRECATÓRIOS AO FUNCIONALISMO  :    Emily Benhke, “Bolsonaro fala em reajuste para ‘todos os servidores federais’ se PEC for aprovada“.    “Afirma que alta da inflação justifica reajuste para servidores e condicionou o aumento à aprovação da PEC dos Precatórios no Senado”….        BOLSONARO MENTE MENOS  :    Murilo Fagundes, “No Bahrein, Bolsonaro diz que Brasil ganha confiança em todo o mundo“.     “Levantamento do PoderData mostra que 59% dos entrevistados acham que a imagem do país piorou”….        NA CÂMARA DO COMÉRCIO  :    (P360), “Ao vivo: Bolsonaro participa do encerramento da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira“.    “Acompanhe no canal do Youtube do Poder360″….        BOLSONARO NÃO SE AVEXA  :    Murilo Fagundes, “Bolsonaro faz vídeo de suíte de R$ 46.000 a diária, paga pelo rei do Bahrein“.     “Presidente diz que só fica ali porque não precisa pagar: “Maior do que o apartamento que tinha no Rio”….         MORO PRESIDENTE PRONTO  :    (P360), “Em entrevista, Moro diz que está pronto para ser presidente“.      “Participou do programa Conversa com Bial, que vai ao ar nesta 3ª feira (16.nov)”….         MORO MAIS DIFÍCIL  :    Alisson Matos e Marina Verenicz, “Moro seria um adversário mais difícil do que Bolsonaro para Lula, diz cientista político“.    “‘Ele consegue avançar mais sobre o centro e consegue muitos dos votos da extrema-direita’, avalia Claudio Couto”….        MORO MAIS PERIGOSO  :    Aldo Fornazieri, “Moro é muito mais perigoso do que Bolsonaro“.    “Ao contrário do ex-capitão, o ex-ministro é sistemático, calculista e persecutório”….

Quinta-feira:   VIAGENS  :   (CC), “Bolsonaro se irrita com comparações entre viagens dele e de Lula“.    “No golfo Pérsico, presidente cumpre agendas com ditadores locais sem resultados evidentes para o Brasil”….         (AFP), “Em turnê pela Europa, Lula encontra aliados contra o ‘pária’ Bolsonaro“.     “Para analista, o petista realizou essa viagem ao exterior para mostrar o grande calcanhar de Aquiles do ex-capitão: sua política externa”….        O ANTAGÔNICO  :   Claudio Dantas, Mário Sabino, Diogo Mainardi com Sérgio Moro, “Sergio Moro fala ao Papo Antagonista – versão final“….

LULA :

Quinta-feira:   BIOGRAFIA  :   Thomas Traumann, “Biografia de Lula é a construção de um mito“.     “Livro de Fernando Moraes trata ex-presidente como um herói injustiçado”….

RÚSSIA :

Segunda-feira:   YEVGENY YEVTUSHENKO  :   John Helmer, “This is Where I Came In — Russian Poetry and Politics“….

Quinta-feira:    (RTQM), “Putin’s insights on Russian foreign policy revealed“….

RÚSSIA E USAMÉRICA :

Terça-feira:   EUROPA  :     Brandon Weichert, “Russia threatening space war with US“.    “Russia’s test-firing of an anti-satellite weapon after a US warning to NATO over Ukraine was no coincidence”….        BURNS VAI A MOSCOU  :    Philip Giraldi, “CIA Director Burns Goes to Moscow“.    “It’s easier to talk about repairing relationships than to actually do so”….

RÚSSIA-CHINA-USAMÉRICA :  UMA CONTENDA DE TRÊS REINOS  :    Francesco Sisci, “A contest of three kingdoms“.    “All three new Cold War players have advantages and disadvantages in a contest that could break in any number of different ways”….

ÍNDIA :

Quarta-feira:    S400 – DEFESA CONTRA CHINA E PAQUISTÃO  :    Amitabh P. Revi com P. R. Shankar, “The ‘Game Changer’ Triumf Air Defence System: Military And Strategic Significance“.     “On ‘The Gist’, Lt Gen P.R. Shankar (Retd), Former Director General of Artillery in the Indian Army and currently Professor of Practice at the Aerospace Department at IIT Madras in conversation with StratNews Global Associate Editor Amitabh P. Revi. Gen Shankar discusses “Russia starting supply of the S-400 air defence system to India, with the first division to be delivered by the end of 2021”, why it’s a ‘game changer’ for its capabilities and characteristics with respect to China and Pakistan, how the India-U.S. and Russia-India game changes, potential American CAATSA sanctions, the impact on the Sino-Russia-India triangle and a change in national sentiment”….

Quinta-feira:   A GRANDE ESTRATÉGIA  :    G. D. Bakshi, “Why India’s S-400 Missiles Scare China, Pakistan & Even The U.S?“.      “Major General GD Bakshi (Retd.) explains how S-400 Triumf Missile system is critical for India’s air defence. He talks about airpower being crucial for any Army, Navy & Air Force. He also highlights why India needs to re-quip the armed forces”….

ÍNDIA E CHINA :

Quarta-feira:   AS QUE CAEM NA COP26  :    M. K. Bhadrakumar, “China and India end up as COP26 fall guys“.     “EU, US and UK backed India and China into a corner on phasing out coal use with the eyes of the world watching”….

CHINA E AFEGANISTÃO :

Quarta-feira:   BRI NA ÁSIA CENTRAL  :   M. K. Bhadrakumar, “China’s Belt and Road chugging along in Central Asia“.     “Greater regional connectivity is seen as crucial to long-term peace and stability in Afghanistan”….

CHINA :

Segunda-feira:   NOVO MANIFESTO COMUNISTA  :    Pepe Escobar, “Xi’s new Communist Manifesto“.     “Leader’s unshakeable ambition is that China’s renaissance will smash memories of the ‘century of humiliation’ once and for all”….

CHINA E USAMÉRICA :

Terça-feira:  A CONVERSA  :   David P. Goldman, “Xi-Biden talk may bring broad economic deal“.     “China’s $600 billion worth of annual exports to America means its price stability is key to containing US inflation”….

Sexta-feira:   USAMÉRICA E CHINA :    M. K. Bhadrakumar, “US, China commence ‘responsible competition’“.     “The bottom line is that the dysfunctional phase of the US-China relationship may be ending”. — A boa fé aparente de Bhadrakumar….

Sábado:   BIDEN E XI  :    Afshin Rattanzi com Alastair Crooke, “Russia & China Not Accepting Declining US Shaping The International Order!“.      “On this episode of Going Underground, we speak to former Middle East Advisor to the European Union and the Founder of Conflicts Forum Alastair Crooke. He discusses rising tensions between the US and China over the US’ tacit support for Taiwan independence, the ‘Kosovisation’ of Xinjiang and Taiwan, China and Russia’s refusal to continue to allow the US to shape the future of the world order, Western media hysteria over a supposed invasion of Ukraine by Russia’s Vladimir Putin and much more….

USAMÉRICA :

Terça-feira:      INFLAÇÃO  :    David P. Goldman, “US inflation expectations now highest on record“.    “Rise followed publication of yet another Federal Reserve survey showing a jump in prices paid by manufacturers”….

Quarta-feira:   CUSTO DA POLÍTICA MONETÁRIA  :    Allex J. Pollock, “Since 2008, Monetary Policy Has Cost American Savers about $4 Trillion“.     “After 13 years with on average negative real returns to savings, it is time to require the Fed to address its impact on savers“. — Custo dos que poupam e ganho dos oligarcas ou elites….

UCRÂNIA :

Quinta-feira:   OCIDENTE EM CHOQUE  :   Alexander Mercouris, “West Shocked as Moscow Rules out Summit on Ukraine, Insists on Direct Talks between Kiev and Donbass“….

PLURIVERSO :

Quarta-feira:   PÓS-DESENVOLVIMENTO  :    Ashish Kotahri, Ariel Salleh, Arturo Escobar, Federico Demaria e Alberto Acosta, “Pluriverso — Dicionário do pós-desenvolvimento“….