João da Silveira

13/02/2021

Fevereiro 2021
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
8 9 10 11 12 13 14

 

GOVERNO BOLSONARO : A GENTE FALA DAS COISAS PARA EXPLICAR O QUE ACONTECE OU PARA FAZER COM QUE ACONTEÇAM : Segunda-feira: Um bilhão de dólares entram amanhã na conta do Tesouro Nacional. O dinheiro não vem do Banco Mundial nem do Banco Interamericano de Desenvolvimento, como de costume. O dinheiro vem do Novo Banco de Desenvolvimento, o banco dos BRICS. Os termos são favoráveis, a serem pagos em 30 anos, com cinco de carência e juros compostos pela taxa interbancária Libor + 1,25% ao ano, recursos preciosos no combate à peste e retomada da economia. O governo Bolsonaro certamente sente donde vem essa força…. Terça-feira: A cassação da chapa Bolsonaro-Mourão ansiada por PDT e Avante foi cassada: o TSE arquivou os pedidos de cassação e o governo se fortalece com menos essa irritação…. Quinta-feira: Câmara dos Deputados aprova autonomia do Banco Central. O que muda com a autonomia? Mudam procedimentos. E na substância, muda alguma coisa? Resolve alguma coisa? Não. Nada muda, mas é boa prática…. Sexta-feira: Fábio Faria, ministro das Comunicações, diz que Brasil vai optar pela implantação da tecnologia 5G “pura”. O que, aliás, não pode ser diferente para os brasileiros que se presam. Digo para os que se presam porque há os que não se presam como brasileiros. Um que não se presa como brasileiro é o Diogo Mainardi. Li os livros deles quase todos, e as colunas dele na Veja, e o segui por um tempo no Antagonista. E eu? Eu me preso como brasileiro? Tem dia que sim. Tem dia que não. Tem dia que não ligo. O que é que eu quero mesmo? Eu quero é que a Huawei venha com força para o Brasil. Enfim, os chineses! Que venham! Os russos também. Os indianos, sim. Os africanos do sul. É o caminho da Índia, da China, do Japão. É a volta do mar, o realinhamento do Brasil no mundo, a grande viagem dos brasileiros circulando a grande Afreurásia, como já fizemos no tempo de Fernão Mendes Pinto. Estou cansado da sacanagem USAmericana, inglesa e francesa, do teatro desses países, da falsidade deles, da enganação colonial, das sanções que promovem, do dólar de papel, do roubo, da violência, da guerra sem fim, do ódio, do racismo, da presunção de excelência, do democratismo, cansado, enfim, de John Stuart Mill….

 

LAVA JATO : Segunda-feira: Aqui vem Mino Carta a chamar Moro e Dallagnol de “serviçais”. Mino acha que o “desafio é descobrir quem está por trás” dos dois. Esse é de fato um desafio bestimmt interessant e a resposta correta será surpreendente para alguns, mas não para todos. A resposta certa exige LEMBRANÇA e estou certo de que a resposta certa não surpreenderá a Mino, pois sei que ele lembra. Lembra do quê? Lembra dos anos do mensalão e dos anos do petrolão: dos anos Lula. Lembra que se Lula tivesse seguido o caminho da ética que seu próprio partido pregava antes de chegar ao poder, Moro e Dallagnol não teriam alcançado a projeção que alcançaram com seu combate à corrupção. Nem Moro nem Dallagnol se projetariam tanto, nem os brasileiros se jogariam mais tarde nos braços de Jair Bolsonaro. A resposta ao desafio de Mino é, portanto, a seguinte: quem está por trás de Moro e Dallagnol é, antes de qualquer outro responsável, o próprio Luiz Inácio Lula da Silva e sua política corrupta. Lula teve o domínio do ponto, lembram? E a política do seu domínio marcou de forma indelével a política da República. E se Mino sabe dessa resposta certa, ele podia deduzir que não cai bem chamar Moro e Dallagnol de “serviçais”. Eles certamente não foram serviçais de Lula, o principal responsável pelo crescimento deles. Eles foram valentes, firmes, duros, rápidos, criativos, abusivos, soberbos e a maioria das pessoas os viu como heróis. Já Mino, evidentemente, não quer lembrar dos anos Lula. Mino quer é esquecer aquela parte triste…. MORAL E POLÍTICA : Thales Guaracy faz o bom alerta de que a “falência da maior operação anticorrupção já vista no país, à altura da própria corrupção, não pode servir de pretexto ou escada para reabilitar corruptos, nem a corrupção, em si”. Essa é posição moral correta, saudável no plano pessoal, a considerarmos bem o passado de cada um e o futuro. Mas Thales erra politicamentequando fala de “falência” da operação Lava Jato e de “desmoronamento” da elite brasileira. Nem a operação faliu, nem a elite desmoronou. A operação gerou lições significativas importantes e a elite brasileira continua firme no comando do país como sempre esteve. Donde vem, afinal, o erro de Thales? Vem de fazer diagnósticos e propor soluções políticas do ponto de vista moral. É o erro do pensamento linear, retilíneo, que todos cometemos com frequência, porque a moral é linear e reta, mas a política não é. A política é sempre torta e pede raciocínio contrariano para se resolver bem…. Sexta-feira: Outro comentário na mesma linha reta de Thales vem de Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakai. Em “Santo hacker“, Kakai batalha contra o atual estado de coisas, escondido ou escudado por poetas: Fernando Pessoa, Torquato Neto, Sophia de Mello Breyner Andresen e Bertolt Brecht. Vale pela poesia, pelos gritos poéticos do sofrimento pessoal….

 

RÚSSIA : Segunda-feira: A aliança militar ocidental NATO-OTAN cerca a Rússia com significativo número de bases e tropas lá na fronteira…

 

ALEMANHA : Segunda-feira: 

 

USAMÉRICA : ESTADO DE GUERRA SECULAR : Segunda-feira: Um anúncio famoso do serviço público nos Estados Unidos dirigia-se aos pais dizendo ameaçadoramente: “São 22 horas. Você sabe onde seus filhos estão?” Hoje em dia, deve-se perguntar: “São 22 horas: você sabe onde USAmérica está bombardeando?” Se você responder Somália, acertou. Se responder Argélia, Botswana, Burkina Faso, Camarões, Cabo Verde, Chade, Costa do Marfim, Djibouti, Egito, Etiópia, Gana, Quênia, Líbia, Madagascar, Mali, Mauritânia , Níger, Nigéria, Senegal, Tanzânia e Tunísia, também pode acertar. O Estado de Guerra Secular leva guerra ao mundo inteiro, inclusive a USAmérica, a guerra ao terror doméstico, onde os mercados são os mais selvagens que Stanley Druckenmiller jamais viu e crescem os déficits comerciais….

 

CHINA : Segunda-feira: A melhor demonstração de que a economia chinesa é capitalista, ou seja, que os agentes econômicos chineses amam o capital, pode se ver nas diretrizes e iniciativas antimonopólio adotadas pelo governo, e que pressionam Alibaba, Tencent, Ant Financial, Vipshop Holdings, entre outras grandes empresas…. Terça-feira: Pode a China criar uma estrutura regulatória confiável para a gigante das fintechs, Ant Financial, sem esmagar Jack Ma, seu empresário mais famoso? William Pesek levanta algumas dúvidas sobre a questão. Politicamente falando, entretanto, entendo que a república comunista da China está melhor equipada para equacionar esse problema do que a república oligárquica de USAmérica, onde a concentração do capital põe em risco a república mesma…. 

 

CHINA E RÚSSIA : VACINAÇÃO DO MUNDO :

 

MERKEL E MACRON : Terça-feira: Por causa da prisão de Alexey Navalny, na Rússia, Macron recomenda que seja interrompida a construção do gasoduto Nord Stream 2, tudo que USAmérica quer. Merkel rejeita a proposta de Macron (Alexander Mercouris comenta em detalhe. Vídeo)….

 

FRANÇA : Terça-feira:

 

ENGLAND : Terça-feira: 

 

BRASIL : Quarta-feira: