Situação Internacional

 

João da Silveira

 

Captura de Tela 2018-12-03 às 23.47.01

 

Seg. 3

BOLSONARO PRESIDENTE ELEITO : Novas ameaças contra Bolsonaro, segundo o general Sérgio Etchegoyen, exigindo cuidados mais intensos e mais precisos… A cena brasileira é um arremedo da cena usamericana. Lá é Trump. Cá é Bolsonaro. Trump é trump. O nível ou estilo é o grosseiro popular e rastaquera, se bem que Bolsonaro anda bastante maneiro depois de eleito presidente, não parecendo tanto assim com o espetaculoso Trump. Poucos acreditavam que Trump chegasse à presidência com suas grosserias e rastaquerismo, mas chegou até para surpresa de si mesmo. Poucos acreditavam que Bolsonaro chegasse, mas uma facada infeliz da oposição o colocou na presidência da República, sem que ele precisasse prosseguir com sua campanha. Sua eleição foi uma reação emocional dos brasileiros. Os brasileiros são sentimentais. Trump sofre todo tipo de ameaças, inclusive a do impeachment. Isso tornou-se normal na grande ‘democracia’ usamericana, tornou-se padrão. Bolsonaro sofre ameaças porque também ‘samos’ democracia… No Itamaraty, que chamou Bolsonaro de zelota  do Clube Militar, ele vai poder fazer agora, segundo o desejo Antagonista, uma “faxina antipetista”. Será que Bolsonaro fará mesmo tal faxina? Trump foi eleito prometendo drenar o “pântano” que é o Distrito de Colúmbia. Dois anos já de seu governo e o pântano continua mais pantanoso do que nunca. Até onde sei, Bolsonaro não prometeu faxina no Itamaraty… Diz-se que a fórmula de relacionamento do futuro governo com o Congresso é sem o toma-lá-dá-cá, mas o toma-lá-dá-cá comporta muitas versões: lá-toma-dá-cá, lá-dá-toma-cá, lá-dá-cá-toma e outras… Diz Fred Mello Paiva que o governo Bolsonaro é formado por blogueiros, tuiteiros e pelo maior youtuber do Brasil(?). Isso não é novidade. Os governos anteriores aplicaram boas somas em blogueiros, tuiteiros e youtúberes. A única novidade nesse meio, ao que posso ver, é O Antagonista, que não aceita publicidade do governo e até anda fazendo campanha para que o futuro governo corte a publicidade que chama de “mensalão da imprensa”….

 

CHINA & ARGENTINA : A Argentina assina com a China um acordo de currency swap  de US$ 9 bilhões com o propósito de facilitar o comércio entre os dois países e maior estabilidade financeira….

 

ARGENTINA : G-20 PAUUAU : Agora, até a guerra comercial tornou-se “fake”….

 

TRUMP NO G-20 : A CARGA PESADA DE SEUS VIVANDEIROS : Sofrendo o pior e sonhando com o melhor. O engajamento com a Rússia é o melhor; não a nova guerra fria e a nova corrida armamentista, que é o que se tem. O encontro com Vladimir Putin no G-20 era o melhor, mas foi cancelado por causa, diz Trump, dos incidentes navais no Estreito de Kerch e, diz o Kremlin, pela confissão de culpa de Michael Cohen, ambos eventos ‘programados’ para desarticular o encontro. O melhor seria afundar no gelo o grande inquisidor Robert Mueller, mas o time de Trump não tem ideia de como fazer isso. O melhor seria desclassificar, revelar, os ‘devastadores’ documentos das investigações de Mueller sobre o Russiagate, mas Trump voltou atrás a pedido de Thereza May, primeira ministra da Inglaterra e companhia, para não expor toda a interferência inglesa nas eleições usamericanas de 2016… Há uma longa lista de personagens da política usamericana que não estão sujeitas às leis que regem o cidadão comum. (The following are just a few names that will never be brought to justice: Rod Rosenstein, Peter Strzok, Bruce Ohr, Andrew McCabe, James Comey, Lisa Page, Andrew Weissmann, Stefan Halper, Christopher Steele, Joseph Mifsud, Richard Dearlove, Andrew Wood, Susan Rice, Loretta Lynch, Cheryl Mills, Huma Abedin, Samantha Power, Sally Yates, Jeannie Rhee, Eric Holder, James Clapper, John Brennan, and Barack Hussein Obama. Oh, and Hillary Clinton of course (while the whistleblower on her corrupt activities gets raided by the FBI).). Brennan zomba das reclamações de Trump como sendo lamentações de um governante autoritário às vésperas de sua queda. Dentro de um mês, os democratas terão maioria na Câmara dos Deputados, o que ensejará investigações mais intensas da vida pública e privada, presente e passada, de Donald G. Trump, com vistas ao seu impeachment. O nó se aperta sobre o pescoço de Trump. Trump tem armas de defesa, mas não tem quem sabe usá-las. Por isso ele reclama. Por isso ele twita. Por isso ele salta como um macaco na corrente. Vê-lo assim é carga que pesa sobre seus vivandeiros, que sofrem os insultos dos que souberam melhor e não acreditaram em Trump. As coisas boas e as coisas horríveis dele… O Estreito de Kerch, o Mar do Sul da China, o Estreito de Formosa, Xinjiang, esses são lugares sem nenhum interesse para os Estados Unidos. São lugares remotos de provocações que incitam Rússia e China a se aprontarem para a guerra, enquanto os Estados Unidos gastam 19 e 3 vezes mais, respectivamente, sem se saber capaz de vencer uma guerra com qualquer um dos dois países chatos. Portanto, os Estados Unidos precisam gastar mais, o que lhes acelera a falência… Macron quer um exército europeu e Trump se ofendeu ao invés de se regozijar… O conflito na Syria… A obsessão de Israel pelo Iran… Nada disso é “[US]America First”… Julian Assange acorrentado… A fronteira com o México… O duopólio republicano-democrata cultural marxista e a morte da nação… “Sayonara, ‘[US]America First’! Nós Mal Te Conhecemos”, assim escreve James George Jatras….

 

TRUMP E A “LOUCA” CORRIDA ÀS ARMAS : ELE TWITA : “I am certain that, at some time in the future, President Xi and I, together with President Putin of Russia, will start talking about a meaningful halt to what has become a major and uncontrollable Arms Race. The U.S. spent 716 Billion Dollars this year. Crazy!” Isso vale como comando político dos Estados Unidos. Isso não é política externa. Não se pode confundir comando político com política externa, pois com os Estados Unidos não têm mais esse negócio de política externa, porque seus governantes lá pensam que governam o mundo. Não só pensam como acham que realmente governam este mundo. Quem governa este mundo não precisa ter política externa para os que estão neste mundo.  Assim é que Mike Pompeo vai acompanhar Trump com um ultimatum para a Rússia, porque a Rússia está neste mundo e dá muito trabalho. Trump fala suave com a Rússia; Pompeo fala duro. Good cop; bad cop. E geram dúvidas no Kremlin sobre quem realmente manda em USAmérica. Washington por sua vez acha que os russos são duca e lentos e demoram para aprender que a USAmérica governa o mundo. A Rússia é uma terra chata, chata, chata (rogue people, rogue government, rogue State) e Pompeo já não tem mais paciência. Ele dá aos russos 60 dias, depois dos quais os russos vão ver só o que é bom pra tosse….

 

RUSSOFOBIA USAMERICANA : O RECONHECIMENTO DO PADRÃO E A CONFIRMAÇÃO DO VIÉS : A repetição cria o padrão e confirma o viés, assim falam os psicólogos….

 

DESDOLARIZAÇÃO : A União Europeia propõe iniciativas amplas de desdolarização para mostrar que seus países não são vassalos de USAmérica. Vai ser pra valer? Não sabemos….

 

G. H. W. BUSH E N. CHOMSKY : A MORTE DO MATADOR E A VIDA DO PROFESSOR : Vocações distintas na descrição de Paul Street….

 

Ter. 4

BOLSONARO PRESIDENTE ELEITO : A promessa de corte na publicidade oficial em jornais, revistas, tevês e rádio. “Serão mantidos os patamares atuais para sites, e será mantido ou ampliado o gasto com redes sociais”. Será essa a versão bolsonária do que O Antagonista chamava de “blogs sujos”?… Moro e o retorno de 174 bilhões de reais… Durante a campanha, o candidato Bolsonaro criticava os “arranjos políticos”. Agora, o presidente eleito Bolsonaro negocia arranjos com MDB, PRB, PR, PSB, PSDB e DEM, com o argumento de que seu fracasso representará a volta do grupo que comandou o país de 2003 a 2016, isto é, PT, MDB, PRB, PR, PSB, pra não falar de PSDB e DEM. Bem comparados os dois conjuntos de partidos, vê-se que Bolsonaro só não se acomoda mesmo é com o PT, pra não falar de PCdoB, PSOL e outros da ala esquerdista, tudo comunista… Leia mais na Folha.

 

G-20 PAUUAU E GUERRA COMERCIAL : BUENOS AIRES NÃO FOI NEGOCIAÇÃO MAS SHOW-REALIDADE : Trump proclamou sua vitória e a China vai se tornar a economia dominante por volta de 2035. Duas coisas. Veja, primeiro, o ajuste de 10% na semana passada, de pico a vale (peak-to-trough) no SP-500 e a incerteza aparente na cadeia de insumos; se Trump continuasse com suas ameaças, provocaria um impacto severo nos orçamentos domésticos; vai haver eleição em 2020 e Trump quer um segundo mandato… Veja, agora, a China entendeu que Trump queria parecer vitorioso e lhe fez essa concessão; uma economia em ascensão pode se dar ao luxo de fazer tal concessão, o que se explica aqui… Nos Estados Unidos, a atitude prevalecente foi outra; foi a de que a guerra comercial desestabilizaria o governo de Xi Jimping etc. Essa era a visão de John Bolton, mas a vitória retumbante do partido Kuomintang na eleição em Formosa tirou da agenda essa abordagem. E Beijing mostrou que falava sério quando abriu seu setor financeiro a firmas estrangeiras, oferecendo uma licença para a gigante alemã de seguros Allianz. As companhias usamericanas não querem ficar fora do mercado chinês… O que será discutido nos próximos 90 dias: 1) Mais exportações dos Estados Unidos para a China; 2) Um acordo de propriedade intelectual; 3) Maior abertura do mercado chinês para o comércio e investimentos usamericanos; 4) Abandono do refrão “Made in China 2025”, prosseguindo os investimentos específicos com menos fanfarrice. Nada disso fará grande bem aos Estados Unidos. Em resumo simples: Trump pediu as coisas erradas e Xi as concedeu….

 

DONALD TRUMP : 15 MANCHETES ENORMES EM UM SÓ DIA : As confissões de Michael Cohen podem levar ao fim de Trump, salvo se for tudo mentira, pois a mídia ainda adora o russiagate, o russiahoax….

 

A FRANÇA : OS “COLETES AMARELOS” : A desintegração da Sociedade Ocidental ou a Nova Revolução Francesa que apenas começa : Um vídeo do Dr. Steve Turley e um texto de Paul Craig Roberts, que reza para que a revolta em Paris se espalhe para os Estados Unidos. É a desintegração de FUKUS….

 

Qua. 5

BOLSONARO PRESIDENTE ELEITO : Polícia Federal lança a Operação Sem Limites, fase 57 da mãe das operações, a Operação Lava Jato, focada agora na verificação de nova[velha] vertente de corrupção na Petrobras… O prisioneiro Lula caminha para a terceira instância, para o STJ, outro beco sem saída… No STF, Gilmar pede vista do habeas corpus de Lula, animando petistas, passando recado para Moro e para o novo governo, enquanto o caminho do presidente Toffoli parece ser o inverso… Lá na Congresso, Gurovitz diz que Bolsonaro é refém e O Antagonistarecomenda que “A primeira coisa a fazer, como em qualquer caso de sequestro com reféns, é se recusar a pagar a recompensa.” Elio Gaspari recomenda que o governo pague os pleitos justos e refute os “girafas”. Por que “girafas”? Eu não sei…. No ministério da Justiça, o general Theophilo esclarece o que se deve e se vai fazer… Bolsonaro manda recado para Mourão, o irritante, que irrita também o filho Carlos, que se preocupa com a morte do pai, que pode usar sua caneta Bic no afastamento de Onix da ciranda do novo governo….