Situação Internacional

 

Captura de Tela 2018-06-22 às 20.50.59

 

S 18 – INVESTIDORES : Jim Willie, “O Apocalipse Financeiro”. Quê que os chineses estão fazendo? Eles estão mentindo para mentirosos… The dólar vai subir e subir até morrer por asfixia. Os Estados Unidos não querem competir na guerra monetária. . .

INVESTIDORES : Jim Rogers, “A Pior Crise de Minha Vida”. Os Estados Unidos são a nação mais endividada da história mundial e a divida está aumentando… Os Estados Unidos é a maior economia e se a maior economia tem um problema todo o mundo tem um problema. . .

INVESTIDORES : Jim Rickards [Não está mais disponível devido à reivindicação de direitos autorais Physical Gold Fund]. Sobre objeções comuns (e falsas) ao padrão ouro. Desde que Richard Nixon suspendeu “temporariamente” o resgate do dólar em ouro em 1971 ouvimos algumas objeções à posse de ouro. Rickards aprendeu com os fundadores de Bretton Woods, que adotaram o padrão ouro. A primeira objeção era de que simplesmente não existe ouro suficiente. Milton Friedman acreditava numa porção de teorias que não são verdadeiras. Ele advogava o “dinheiro elástico” (elastic money), como bitcoin, por exemplo. Precisamos distinguir entre o dinheiro oficial e o ouro. Se a oferta do ouro é curta, a solução simples é elevar seu preço, o que significa a desvalorização do dólar. Sempre se tem assim ouro suficiente. É questão de preço. Não existe mercado tão líquido quanto o do ouro… O suprimento de ouro não cresce suficientemente rápido. Ora, o crescimento global é da ordem de 3% e a produção mineral é cerca de 2%. Essa é uma correlação ou proximidade muito boa, mas completamente irrelevante não só pela simples solução no preço como também porque ainda pode-se ter política discricionária combinada com o padrão ouro… O ouro é improdutivo. Essa objeção é de Buffett. A resposta é de que ouro não tem de ter produtividade; dinheiro não tem produtividade; se você quer produção você tem que arriscar e se você arrisca o dinheiro não é mais dinheiro; ouro é dinheiro… O ouro causa depressão e pânico. Ora, ora, pânicos financeiros são comportamentais e psicológicos. O ouro não é limitação ao suprimento de dinheiro. O ouro não tem valor intrínseco. A teoria do valor intrínseco remonta a Marx e Ricardo. Não existe valor intrínseco, disse Carl Menger, por isso temos os mercados para descobri-lo. . .

INVESTIDORES : Bill Bonner, “Ike estava certo! Fuga falsa, psique do medo [alemães], dinheiro descontrolado [venezuelanos]”. Aqui temos histórias e saídas interessantes. Os venezuelanos estão sob a égide americana desde o fim do século XIX. Os alemães estiveram parcialmente sob a égide americana de 1945 a 1989 e completamente sob a égide americana de 1990 até o presente. Bonner fala de tropas estrangeiras aquarteladas em solo alemão. Pois é, são tropas americanas. Mesmo assim, os alemães têm sua saída a Leste, no alinhamento com a zona econômica da Eurásia. (Veja o comentário à entrevista de Jim Willie em T 19 logo abaixo). Já os venezuelanos teriam saída rumo aos BRICS se pudessem contar com a força do Brasil, com a qual, infelizmente, não podem contar. . .

GUERRA COMERCIAL : A Rússia desova treasuries americanos. Os Estados Unidos atacam o alumínio da Rússia e a Rússia ataca a dívida americana, assim é como Tom Luongo discute esse lance da guerra comercial iniciada por Donald Trump… E não foi só a Rússia. Zero Hedge mostra com gráficos que o resto do mundo “vomitou” em abril o maior volume de treasuries desde 2016, ou seja, o resto do mundo também atacou a dívida americana. Os compradores foram os fundos de hedge… Os temores da guerra comercial entre as duas maiores economias, Estados Unidos e China, se intensificam. E a guerra entre os dois já tem um formato bastante claro: os Estados Unidos atacam o desenvolvimento industrial da China e a China ataca os produtores de commodities americanos… O Brasil, como país produtor de commodities tem muito a ganhar com essa guerra em parceria com a China obviamente. Viva a guerra comercial! . . .

JULIAN ASSANGE : Por que o governo australiano não protege o seu cidadão mais conhecido, hoje, no mundo? John Pilger apela por Assange ao primeiro ministro Malcolm Turnbull. . .

 

T 19– GUERRA MONETÁRIA e guerra comercial e tiros de guerra. Para o investidor Jim Rickards essa é a sequência: a guerra monetária leva à guerra comercial, que leva aos tiros de guerra ou shooting wars. Eu digo que todas essas guerras já estão em andamento na Europa, no Oriente Médio, na África, mas é impossível dizer qual delas é causa primeira. . .

INVESTIDORES : Jim Willie, “Não há prisioneiros na guerra monetária global”. Trinta eventos importantes aceleram a derrocada do sistema… A Russia não vai deixar ou perder a Europa; os Estados Unidos vão… Alemanha é o ponto focal (on the spot) dessa guerra… A Alemanha já decidiu: ela vai se juntar à zona de comércio da Eurásia… Tome tento, aqui, das fabricações de Langley na mídia… Outro assunto é a repatriação do ouro alemão… Um terceiro assunto tem a ver com a rivalidade entre o Bundesbank e o Banco Central europeu… Um quarto assunto são as sanções à Rússia quando existem mais de três mil empresas alemãs fazendo negócio por lá e não aguentam os prejuízos causados pelas sanções… Será complicada a saída da OTAN e do Euro por duas razões: por causa dos juramentos de lealdade da alta política alemã aos Estados Unidos embutidos na constituição alemã e por causa da base miliar de Ramstein, a maior da OTAN, no sudoeste da Alemanha… A Alemanha vai partir com base nesses quatro pontos… Será complicado, mas já está decidido que ela vai se juntar à zona econômica da Eurásia e aos BRICS. . .

COLAPSO DO IMPERIO : Quatro sinais são visíveis neste momento, segundo Dmitry Orlov: 1. Os aliados estão sendo alienados; 2. As inimizades estão se dissipando; 3. Ideologias tornam-se irrelevantes; 4. Posturas militares se tornam flácidas. Os períodos de incubação para essas tendências são de um a dois anos. . .

FUGA DE INVESTIMENTO nos mercados emergentes da Ásia : Desde janeiro, 19 bilhões de dólares foram retirados da Índia, da Indonésio, das Filipinas, da Tailândia, da Coreia do Sul e de Formosa… Se dividirmos 19 por seis teremos uma média da ordem de 3,16 bilhões de fuga por país. Parece uma fuga moderada ou, talvez, nada mais que um índice de encolhimento do Império. . .

ECONOMIA DA RÚSSIA : a atualização dos dados mostra que a economia cresceu bem mais, em 2017, do que foi inicialmente relatado. . .

COPA 2018 : Como no Brasil, a Copa na Rússia vai sobrecarregar algumas regiões com estádios insustentáveis. Diferentemente do Brasil, lá as melhorias na infraestrutura (estradas e aoroportos) foram feitas… O escocês John Wight, que gostaria de ver a Escócia separada da Inglaterra, escreve com satisfação sobre a Copa na Rússia. . .

 

Q 20– INVESTIDORES : Jim Rogers, “Trump, China e o cenário político na América”. . .

INVESTIDORES : Jim Willies, “Colapso econômico da América, 2018-2019”. . .

GUERRA COMERCIAL : Bill Bonner, “Canadenses e o grande roubo dos sapatos americanos”. . .

AMLO & MBS : TheEconomist, duas capas sobre dois homens: Andrés Manuel López Obrador nas Américas e Muhammad bin Salman nas Arábias. Ambos são tentados a liderar seus países para o descaminho (astray). Descaminho, neste caso, significa mover-se para fora do âmbito de FUKUS (França, Reino Unido, Estados Unidos). . .

AUTORIDADE MORAL : Segundo o irlandês Finnian Cunningham, o general James ‘Mad Dog’ Mattis reclama que a autoridade moral dos Estados Unidos vem sendo abalada por outros, em especial pelo líder russo Vladimir Putin. . .

A QUESTÃO MIGRATÓRIA : John Cassidy, “Porque o presidente tratante retrocedeu na sua política de separação nas família”. . .

 

Q 21– A QUESTÃO MIGRATÓRIA : Jonathan Blitzer, “Mães numa prisão no Novo México não sabem como encontrar suas crianças”… Amanda Schaffer, “Médica num encontro inquietante com menino de oito anos em prisão de imigrantes”. . .

 

S 22– CORRUPÇÃO nos Estados Unidos e no Brasil : Ontem, subscrevi o Bill Bonner’s Diary  por sugestão de Caio Mesquita, da Empiricus. Bonner é grande investidor e crítico duro do crony capitalism  americano. Crony capitalism  é o que chamamos de capitalismo de compadrio ou de compadres e eu também chamo de capitalismo de Estado. Caio assinalou que “lá tudo é mais sofisticado e sutil quando comparado aos gângsteres brasileiros”. Concordo. Os brasileiros somos ainda bastante toscos. Caio acrescentou que as consequências de longo prazo desse tipo de capitalismo são graves para a economia brasileira e graves também para a economia americana. Concordo de novo. Hoje, fui encaminhado para um artigo que saiu na Forbes  em dezembro de 2017, de Laurence Kotlikoff com Mark Skidmore, artigo que tratou do sumiço de 21 trilhões de dólares no período de 17 anos, que vai de 1998 a 2015 no setor de Defesa. A Forbes  é parte da grande mídia americana e esse foi um artigo único, que levantou um rosário de questões até hoje não esclarecidas ou respondidas. Nenhum outro órgão da grande mídia cobriu esse assunto. Quem o retoma agora é o humorista (stand-up comedian) Lee Camp para dizer que o Pentágono ainda não respondeu nem pode nem vai responder pelo sumiço dos 21 trilhões sumidos até 2015. Hoje, três anos já passados, são seguramente muito mais trilhões subsumidos na sofisticação e sutileza do crony capitalism  americano. O que dá realmente o que pensar, pois nós brasileiros toscos temos pelo menos uma Lava Jato a esclarecer as maracutaias do nosso capitalismo de Estado, o que o crony capitalism  americano ainda não tem. Talvez seja por isso que Sergio Moro vem sendo requisitado e recebido como herói pelo dito mundo ocidental. . .

DESNUCLEARIZAÇÃO, Trump & Kim : Ken Moak acha que o acordo sobre desnuclearização da península coreana poderá parar indefinidamente… Já Bhadrakumar entende que a cúpula de Trump & Putin poderá acontecer até meados de julho, depois da cúpula da OTAN, isso porque o escândalo Russiagate  perde força e Trump parece mais forte no comando do governo americano. . .

INVESTIDORES : Jim Willie, “A afirmação mais chocante”. . .

INVESTIDORES : Felipe Miranda, da Empiricus, sai com o fim do Brasil pela segunda vez. O primeiro fim foi em 2014, ao final do primeiro mandato de Dilma Rousseff. O segundo fim vem agora ao final do governo Dilma/Temer. O fim e o fim do Brasil, como diria Jorge Amado, são mesmo testemunhos sobre 4 + 4 anos de decadência. . .

ECONOMIA DA RÚSSIA : O governo russo informou um crescimento de 1,3% no primeiro trimestre de 2018 e Jon Hellevig indaga e discute por que o governo subestima o crescimento. Segundo ele, o crescimento nominal no período foi de 8,2% e o crescimento real (descontada a inflação de 2,8%) foi de 5,8%. . .

A QUESTÃO MIGRATÓRIA : Peter Lavelle, “Melting pot melting down”. . .

 

S 23– A QUESTÃO MIGRATÓRIA : Masha Gessen, “Os oponentes de Trump não pedem ‘fronteiras abertas’ como talvez devessem”. . .

MENTIRA VERDADEIRA : O caso Skripal Parte 6. Rob Slane liga as pontas, chegando às conexões entre Sergei Skripal, Christopher Steele e Pablo Miller e a confecção do falso dossiê de Donald Trump. . .

DIPLOMACIA :  George Beebe resenha Michael A. McFaul, From Cold War to Hot Peace: An American Ambassador in Putin’s Russia (New York, NY: Houghton Mifflin Harcourt, 2018), 506 pp. McFaul não pensou que estivesse se intrometendo na política russa; ele simplesmente achou que se colocava do “lado certo da história”. Qual é o lado certo da história? É o lado americano uai, o lado da democracia representativa liberal, aquela democracia onde a oligarquia governa. . .

 

D 24– SÍRIA : Zero Hedge, “Ben Rhodes admite numa entrevista chocante que Obama armou jihadistas na Síria”. Duas versões em jogo. Numa, Obama evitou a guerra na Síria; noutra, Obama criou a guerra na Síria. . .