Caro Senador,

Sabemos das vantagens e das desvantagens de Michel Temer neste momento político.

As desvantagens: ele fez chapa (parceria) com Dilma Rousseff; ele pode soçobrar com Dilma no TSE; ele também assinou decretos irregulares, um argumento para impeachment; ontem, a PF visitou ministros do PMDB, visitou Cunha, rodeou Renan Calheiros (poupado por Teori), só sobrando mesmo da cúpula do partido o próprio Temer. Então, esse fato de Temer sobrar em meio a suas tantas desvantagens parece significativo: escapará ele da Lava Jato para fazer seu governo de união nacional?

As vantagens de Temer: ele é articulado, racional, cuidadoso, modesto, discreto; ele não fala dilmês quando pressionado; ele não é teimoso, mas sensato; ele tem excelente trato com o Judiciário; ele dialoga bem com todos os partidos; ele dialogou impossivelmente com Dilma, a criatura, e dialoga frequentemente com Lula, o criador; ele não apresenta soluções radicais, mas se apresenta como quem promoverá a união nacional.

Então, num momento em boa parte do establishment político corre perigo de soçobrar, Temer torna-se para muitos o melhor caminho de salvação. . . .

É ver para saber.

Abr.,

João.