Mês: novembro 2016

Donald Trump

Trump signals détente with Russia   M. K. Bhadrakumar 19/11/2016   The first definitive signals are appearing that the American foreign policies are destined to undergo a historic shift under the Donald Trump presidency. The RT confirmed on Friday citing a ‘close source’ (without mentioning the nationality) the media reports speculating that Trump has named retired Lt. Gen. Michael Flynn as the National Security Advisor in the incoming Administration. Interestingly, the first authoritative report originated from Moscow. The RT report gave a rather friendly account of Flynn, noting his strong advocacy of détente with Russia. (Interestingly, those who called on Trump yesterday at his transition hqs included Henry Kissinger.) Why is Flynn’s nomination so important? First of all, Trump trusts him and Flynn in his new position will be overseeing the entire US intelligence establishment and Pentagon and coordinating national security and foreign policies. It is an immensely influential position, beyond Congressional scrutiny. Importantly, therefore, Flynn’s past contacts with Kremlin officials – there is a photograph of him at the dinner table seated next to President Vladimir Putin – and his connections with Gazprom, Russia’s gas leviathan, and his belief that US and Russia should collaborate instead of rival each other, etc. assume great significance. Trump unnerves the US foreign and security policy establishment. Conceivably, Trump will use the tough Pentagon general to whip the establishment folks into submission to the...

Ler mais

Corrupcione

O Berlusconi aterrissou em Brasília   Nada melhor do que aprender com ele os métodos e os meios de destruir a Lava Jato   Modesto Carvalhosa 19/11/2016 A recente tradução para o português do célebre livro de Gianni Barbacetto, Peter Gomez e Marco Travaglio intitulado Mani Pulite – La Vera Storia, 2012 – tradução essa editada pela CDG Edições e Publicações, 887 páginas, sob o título Operação Mãos Limpas – suscitou uma grande excitação em Brasília, na aguerrida bancada Pro Corrupcione, que atua hegemonicamente no Congresso Nacional. Aqueles autores italianos dedicam nada menos que 330 páginas a demonstrar, cronologicamente e em detalhes, as despudoradas manobras de toda espécie – incluindo mídia, leis, chantagens, desmoralização das instituições – empreendidas por Silvio Berlusconi, o vergonhoso primeiro-ministro da Itália em dois períodos entre 1997 e 2011, que levaram à total destruição dos benefícios da Operação Mãos Limpas, do início dos anos 2000. A Itália em 2012 ocupava a 69.ª posição entre os países mais corruptos do mundo, atrás de Gana. Nada melhor, portanto, do que aprender com o execrável Berlusconi os métodos e os meios de destruir a Lava Jato. Como toda a população brasileira sabe, o Congresso Nacional está dividido em dois blocos. O primeiro, o grupo dos deputados que formam a combativa Frente Parlamentar Anticorrupção, presidida pelo deputado Antonio Carlos Mendes Thame e da qual participam os deputados Onyx Lorenzoni, Joaquim Passarinho e dezenas...

Ler mais

EM = MS

Misdiagnosis of MS   Study identifies that migraine and fibromyalgia are frequently misdiagnosed as MS Last updated: 15th November 2016   MS is complex and can cause many different symptoms. There are a range of tests that can be used to find out whether someone has MS, but no single test is conclusive on its own. As a result, it is not uncommon for someone who experiences MS-type symptoms to be misdiagnosed as having MS, when in fact something else is causing these symptoms. In this study from University of Vermont, Burlington, USA, investigators looked at the records of 110 people from four different clinical centres across the USA who have been misdiagnosed as having MS. Approximately 22% of the cases misdiagnosed as MS were people with migraine. Other alternate diagnoses included fibromyalgia (15%), psychogenic issues (11%) and neuromyelitis optica (6%). For many of these people, misdiagnosis had continued for ten years or more and 70% of the people who had been misdiagnosed had been receiving MS treatments. Investigators found earlier opportunities to make a correct diagnosis in 72% of all the cases. In 25% of these cases the neurologist made the misdiagnosis, which suggests that both specialised and more general doctors were susceptible to mistakes. The investigators of this study underline the difficulties in diagnosing MS and suggest that physicians should strictly adhere to MS diagnostic (McDonald) criteria with longitudinal assessments as misdiagnosis...

Ler mais

PMDB

Os desafios do PMDB   Partido será marcado como o responsável pela transição pacífica que conduziu o Brasil para as eleições gerais de 2018 melhor do que o encontrou Editorial do Estadão 14/11/2016 Como marco do encerramento do 9.º Congresso Nacional da Fundação Ulysses Guimarães, o PMDB lançou o livro 50 anos do PMDB – o partido que muda o Brasil. A obra traça um panorama do partido político mais longevo do País desde sua fundação, em março de 1966, até a posse de Michel Temer na Presidência da República. A extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional n.º 2, de 1965, introduziu o bipartidarismo no Brasil. De um lado, a Aliança Renovadora Nacional (Arena), base de sustentação parlamentar do governo. Do outro, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), então um fraco aglomerado de oposição. Composto por políticos oriundos de partidos extintos pela ditadura, o MDB foi tolerado para servir como um simulacro de partido de oposição que pudesse conferir alguma legitimidade ao governo militar. Entretanto, mesmo que sofresse forte pressão do regime, o partido desenvolveu musculatura própria capaz de fazê-lo adotar uma postura realmente combativa em relação aos desmandos praticados pela ditadura. O ponto alto dessa política de enfrentamento foi o lançamento da chapa composta por Ulysses Guimarães e Barbosa Lima Sobrinho como candidatos na eleição de 1973, para a qual o então presidente Emílio Médici já havia indicado Ernesto...

Ler mais