Autor: João

Temer e o TSE (3)

Mensagem ao senador: Temer e o TSE (3) Caro Senador, Veja nessa matéria de André Petry que a assinatura de decretos irregulares deixa Temer na mesma situação de Dilma junto ao TSE:  http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/a-carta-patetica-de-temer-mas-nao-a-que-voce-esta-pensando/ . Abr.,...

Ler mais

Russia in Syria

 Week Ten of the Russian Intervention in Syria The Saker Dec. 12, 2015 The “Assad must go” policy implies war with Russia, Iran and Hezbollah The “news” that Israel and Turkey are systematically violating international law is hardly news at all. After all, we all know that Turkey has been regularly bombing the Kurds in Iraq and Syria, that Turkey still illegally occupies northern Cyprus just like the Israelis have been bombing Syria and Lebanon for decades and that they are still illegally occupying Palestine. The interesting development this week is that France, the UK and Germany have all officially decided to join these rogue states and act just like the Turks and Israelis by illegally intervening in Syria – in direct violation of international law – supposedly to fight Daesh. And even though Daesh is the official enemy, it “just so happens” that Syrian army positions were bombed by the USAF while the Israelis bombed Hezbollah missile depots. Apparently, the “Assad must go” policy is still the order of the day. In a way, one could argue that the West has now (re-)affirmed the principle that “might makes right” and that threats and violence are still the only “policy” of the Empire in lieu of a legal, negotiated, policy. The problem with that is that the “other side” strongly feels that surrendering to the Empire’s demands is simply not an option. The...

Ler mais

Cresce o número de deputados acusados de crimes

De julho a novembro, total de deputados que respondem a acusações criminais no STF saltou de 130 para 148. Partidos da base lideram a bancada dos investigados. Veja a lista POR EDSON SARDINHA E GABRIELA SALCEDO | 12/12/2015 10:12 Wilson Dias/ABr Lista dos deputados investigados é encabeçada pelo presidente da Câmara O número de deputados suspeitos ou acusados formalmente de crimes cresceu 12% no Supremo Tribunal Federal (STF) em apenas quatro meses. Saltou de 130, em 1º de julho, para 148, em 19 de novembro. Ou seja, pelo menos dois em cada sete deputados respondem a inquérito (investigação preliminar que procede a abertura de processo) ou ação penal (processo que pode resultar em condenação) no Supremo Tribunal Federal (STF).Os dados são de levantamento exclusivo do Congresso em Foco. Mas o número pode ser ainda maior, já que alguns ministros do Supremo mantêm em sigilo a existência de alguns inquéritos, impedindo que o cidadão tenha conhecimento das suspeitas que recaem sobre seus representantes no Parlamento. A lista dos delitos atribuídos aos parlamentares é extensa: crimes de responsabilidade, contra a Lei de Licitações, corrupção, lavagem de dinheiro, sonegação de impostos, crimes eleitorais, ambientais, entre outros. VEJA AQUI A LISTA DOS INVESTIGADOS O total de investigados supera, por exemplo, a soma das duas maiores bancadas partidárias. Reunidos, PMDB e PT ocupam 126 cadeiras. O ranking das siglas com mais encrencados na Justiça (veja abaixo) é liderado pelo PP. Dos 41...

Ler mais

Dilma Rousseff

O aviso foi dado: pedalar faz mal   Leandra Peres 11/12/2015 Dois anos e meio antes de as “pedaladas fiscais” justificarem a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e pelo menos um ano antes do início da campanha pela reeleição, técnicos do Tesouro Nacional elaboraram, em julho de 2013, um diagnóstico de 97 páginas sobre a situação fiscal e econômica do país. Mantido sob sigilo até agora, o relatório, ao qual o Valorteve acesso, continha um claro alerta à cúpula do governo: “O prazo para um possível ‘downgrade’ é de até 2 anos”; “Ao final de 2015 o TN [Tesouro Nacional] estaria com um passivo de R$ 41 bilhões” na conta dos subsídios em atraso; “Contabilidade ‘criativa’ afeta a credibilidade da política fiscal”. Novos avisos foram incluídos em uma versão revisada, de setembro de 2013. O caixa do Tesouro estava muito baixo e foi citado no documento como “risco para 2014”. Os técnicos do Tesouro projetavam um “déficit sem perspectiva de redução”, falavam em “esqueletos” que teriam que ser explicitados e recomendavam “interromper imediatamente quaisquer operações que produzam resultado primário sem a contrapartida de contração da demanda agregada ou que gere efeitos negativos sobre o resultado nominal e/ou taxa implícita da dívida líquida”. Veja trechos do relatório (PDF 6.398 KB) O trabalho foi concluído em novembro de 2013 e apresentado ao então secretário do Tesouro, Arno Augustin....

Ler mais

O destempero político e o buffet de confusões que virou Brasília

 Notícia Publicada em 11/12/2015 19:28  Políticos perderam de vez a compostura esta semana com o agravamento da crise política Dedo na cara: deputados se xingaram e coleguinhas tiveram que separar a briga (Lucio Bernardo Junior / Câmara dos Deputados) SÃO PAULO – Os acontecimentos em Brasília esta semana superaram qualquer roteiro tragicômico do mundo da ficção. O vice-presidente protagonizou uma DR com a presidente da República. Deputados saíram no tapa no Conselho de Ética da Câmara. E houve Guerra dos Sexos na festa da firma dos políticos com ministra jogando bebida na cara de senador. Tudo isso em apenas três dias. “A política brasileira virou um buffet de confusões a quilo. Há fartura de pratos para todos os gostos 24 horas por dia”, escreveu Murillo de Aragão, cientista político e sócio da consultoria de risco político Arko Advice, em seu blog. Como dizia o ex-governador mineiro Magalhães Pinto: “Política é como nuvem: uma hora está de um jeito; outra, quando a gente olha de novo, está de outro”. O sócio da Arko Advice observa, no entanto, que “com o upgrade do PT, a mudança não é de hora em hora, e sim em tempo real”. A temperatura já estava alta em Brasília devido aos desdobramentos da Lava Jato, cujas investigações ninguém sabe onde vão parar e a quem vai implicar. O andamento do processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética da Câmara e a abertura do processo...

Ler mais